E se a Lava Jato beneficiar Michel Temer?

Jorge Serrão 24/02/2017 Copyleft

Edição do Alerta Total – www.alertatotal.net

Por  serrao@alertatotal.net

Brasília é um hospício onde traições de bastidores parecem loucura. Já tem senador da base aliada, espalhando em suas rodinhas de intrigas, que Michel Temer pode ser muito beneficiado pela Lava Jato – que um dia pode até ter pensado em combater, mesmo que jamais admita tamanho sacrilégio em público. A avaliação é que Temer seria muito beneficiado por uma quase certa detonação de Renan Calheiros, Romero Jucá e até de Moreira Franco – seu super-articulador de privatarias – e de Eliseu Padilha (que já saiu de licença para operar a próstata).

É por isso que a nomeação do senador peemedebista paranaense Osmar Serraglio para o Ministério da Justiça e a doação de um poderoso empregão vitalício para Alexandre de Moraes no Supremo Tribunal Federal não devem ser encaradas como ações que possam sabotar a Lava Jato. Até porque a caça aos corruptos não depende apenas de magistrados como Sérgio Moro ou de promotores determinados como a turma da Força Tarefa do Ministério Público, Polícia e Receita Federal. O combate à corrupção é uma missão de dimensão global – quase globalitária.

O Poder Real Mundial, que controla de verdade os destinos dos Países, chegou à conclusão que a corrupção descontrolada causa grandes prejuízos aos negócios e complica os esquemas de hegemonia política e atrapalha até os procedimentos de controle social. Quando a corrupção fica maior e mais poderosa que o sistema que gerou originalmente, ameaçando o globalitarismo da Nova Ordem Mundial, os controladores começam a investir tudo que podem na “caça transnacional aos corruptos”. Os políticos, peças descartáveis do mecanismo corrupto, se tornam alvos fáceis. Entendeu, Caju?

É por isso que Michel Temer – apoiado pela Oligarquia Financeira Transnacional para entrar e só sair na hora certa da Presidência do Brasil – não tem motivos reais para temer (sem trocadilho infame) os desdobramentos da Lava Jato. Temer pode ter muito a ganhar se avançar – como tudo indica, a nova fase da Lava Jato, a Blackout”, que fisgou os lobistas Jorge e Bruno Luz – acusados de intermediar, de forma profissional e reiterada, US$ 40 bilhões em propinas, sobretudo para o PMDB.

Apesar dos ataques diretos aos amigos-parceiros-aliados do PMDB, Michel Temer não tem a menor chance de ser derrubado, se depender da vontade dos “controladores do Sistema”. Aliás, dependendo do desempenho da economia a partir do segundo semestre, o marido da bela Marcela tem até a possibilidade de fazer o sucessor: o nome dele é Henrique Meirelles, cujo sonho dourado é sentar como titular do trono do Palácio do Planalto. Meirelles já reina, mas o Poder Real Global tem interesse que ele governe de fato e de direito o Brasil.

2018 ainda está longe, mas Meirelles está no páreo. E não é cavalo paraguaio… Eis o grande pavor de Luiz Inácio Lula da Silva – que já está descartado pelos controladores para retornar à Presidência. Lula fará muito barulho, mas sabe que pode ser apanhado pela Lava Jato no instante que for conveniente àqueles que, outrora, lhe davam sustentação transnacional. O jogo do poder é bruto e cruel… Samba, $talinácio, porque é Carnaval…

O povo brasileiro, cheio de gente deprimida e desempregada, já está “sambando” há muito tempo…

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s